Bianca Bracho: 1º dia da grande aventura -->

1º dia da grande aventura

Nossa aventura iniciou-se no dia 12/11, fomos até o Aeroporto de Guarulhos. Antes de mais nada, passamos no terminal 3 que é onde tem o Viagro, local onde é realizado o certificado internacional, conforme mencionado anteriormente. Retirei o certificado do Pupi e fomos para o Terminal 4 - Terminal de Cargas e onde esta localizada a TAM CARGO.

Encontramos o André - Agente Aduaneiro. Montamos a caixa de transporte do Pupi, aproveitei para enquanto meu pai e o André montavam a caixa dar uma corridinha com o Pupi, para que ele ficasse um pouquinho mais cansado e pudesse dormir durante o vôo.

Quando finalmente a caixa estava montada, tivemos que colocá-lo na caixa e isso partiu meu coração, deixar ele ali sozinho e sem entender o que estava acontecendo. O pessoal da Tam Cargo foram muito legais comigo e me deixaram dizer mil vezes Tchau para o Pupi. Li muitas coisas sobre como eles tratam os animais e me surpreendi pela forma como fui bem atendida. 

Após nos despedir do Pupi fomos encontrar minha irmã no aeroporto para fazermos check in e despachar as malas.
Aproveitamos para comer um lanche no Mc Donalds, que por sinal tem muita diferença do que é vendido na argentina rsrsrs a batata frita vendida no Mc Donalds de Buenos Aires esta sempre gelada, o que graças a Deus a de SP esta sempre quentinha. 

Após finalizar essa parte, levamos nossos pais até o estacionamento para nos despedirmos. Foi muito triste abraçá-los, porque não sei quando poderei abraçá-los novamente. Despedir de quem amamos é muito difícil. E isso me fez querer ainda mais lutar para conseguir um bom trabalho e poder voltar mais vezes e rever minha família.

Fomos para a sala de embarque e esperamos nosso vôo. Foi um corre corre, colocaram que nosso vôo sairia do portão 12, chegando no portão 12, descobrimos que alteraram fazia um tempinho e tivemos que procurar pelo portão correto.

O vôo foi meio estranho, normalmente não me sinto confortável dentro de um avião, mas dessa vez foi diferente, o Pupi estava ali em algum lugar sozinho, e todas as vezes que passavamos por uma zona de turbulência, pensava em como o Pupi poderia estar se sentindo. E olha que teve turbulências no vôo todo, o que tornou tudo mais difícil. 

Ao aterrizar, Eu e minha irmã fomos procurar o Pupi, outra parte complicada, já que ninguém no aeroporto sabia onde era a área de cargas do aeroporto Salgado Filho. Lembrei que tinha um endereço da tam em Porto Alegre e fomos procurá-lo lá, como nosso vôo era á noite, chegamos e estavam fechados, depois de muito estresse descobrimos que era no aeroporto mesmo que deveríamos ir, que lá tinha uma área para esse tipo de serviço. Detalhe utilizamos o serviço de um táxi que encontramos no aeroporto e ele nos ajudou muito. Foi muito prestativo, deixou levarmos o Pupi no táxi e pareceu paciente em todo o percurso, o que nos ajudou muito. 

Ao encontrarmos o Pupi ele estava desesperado, desmontamos a caixa e brincamos com ele. Fomos depois disso para o Hotel Central, que fica na Rua Coronel Vicente - Centro de Porto Alegre. Esse hotel aceita cachorro e foi reservado através do site booking.com, paguei 118,00 em um quarto que era bem completinho e espaçoso. Recomendo para quem vai passar uma noite, pois fica no centro e pelo que ouvi falar é perigoso.
Definitivamente não dormi, fiquei preocupada com toda a viagem que ainda estava por vir...

Acompanhe os próximos capítulos...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *