Bianca Bracho: Viagem pela patagonia argentina e Chilena - Custos -->

Viagem pela patagonia argentina e Chilena - Custos

Oii meus bens! Tudo bom?


Dessa vez vou contar pra vocês um pouco dos custos da minha viagem.
Viajei durante 18 dias passando pelos seguintes lugares (bariloche, el bolson, esquel, el calafate, puerto natales, punta arenas, ushuaia).


Posso adiantar pra vocês que fizemos todos os passeios por conta e que apenas dois fechamos pacote, porque não existia a possibilidade de ir por conta.
Alguns dias comemos em restaurantes e outros cozinhamos, tudo dependia do lugar que estavamos hospedadas.





Em resumo, viajar para o Sul da argentina é caro, pensava que era balela, que as pessoas aumentava, mas realmente é caro e se você quiser fazer tudo, precisará se organizar um pouco. A hospedagem mesmo procurando bem, você encontrará opções acima do que cobram em geral, por volta de $500 pesos á noite em um lugar mais ou menos.
Nas ultimas cidades que fomos Ushuaia, El Calafate, Punta Arenas e Puerto Natales, para comer é bem caro, mas a comida é deliciosa. Por estar próximo ao mar/oceano, a variedade de frutos do mar é incrível, pelo menos para os amantes desse tipo de comida, um prato custa a partir de $300 pesos. Outra opção é comer cordeiro também, que é outro forte da região. Vale a pena experimentar e dedicar algumas refeições a comida local, porém se prepare financeiramente para o pequeno infarto na hora de pagar a conta.

Por serem cidades turisticas e que vivem para o turismo muitas vezes é difícil encontrar opções econômicas, como dica, vale intercalar e poder tornar a viagem o mais agradável possível ou conseguir uma hospedagem que flexibilize e permita que você cozinhe.
O transporte público em todo o território da Argentina é extremamente eficaz, utilizamos o transporte público para fazer praticamente todos os passeios que fizemos e pagamos em média 30 pesos, pois como o ônibus ia até regioes distantes valia a pena. Em Bariloche você pode pegar ônibus no centro da cidade e descer no Cerro Catedral, Otto, Hotel Llao Llao, Parque Arrayanes entre outros. Só aconselho que você se informe com relação aos horários dos ônibus, assim não fica esperando tanto tempo.

Outro ponto a favor é que em Bariloche pelo menos você pode utilizar o cartão sube, nos demais lugares você pode pagar para o motorista e usar de boas, sai também por volta de 30 a 40 pesos, mas o que vale a pena é que o que um taxi te cobraria 400 pesos, o ônibus te cobrará 30 pesos, além de poder economizar e chegar no mesmo local.


Os únicos lugares que utilizamos taxi, foram pelo horário e porque estavamos muito cansadas. Sendo assim, quase não usamos. O único taxi que tem uma tarifa fixa são os de Puerto Natales no chile, que ir para qualquer lugar sai por volta de 1500 pesos chilenos (para saber quanto custa faça o cálculo do valor total dividido por 28).




Gastos para duas pessoas:


- Hospedagem: 15 mil pesos (hostels e hostales, depois explico as diferenças)
- Comida: 9 mil pesos (restaurantes, lanchinhos, agua, refri, alguma bebidinha alcoolica)
- Passeios: 13 mil pesos (mini trekking glaciar, canal beagle, museos, 1 baladinha, teleferico...)
- Taxi: 800 pesos (sim gente, bem pouco em comparacao com o que normalmente uso, mas foi isso que gastamos)
- Transporte: 21 mil ( inclui passagens para todos os lugares que fomos de onibus e a volta em aviao)



Totalizamos por volta de $58.800 pesos (custo para duas pessoas)
Preco por pessoa: $29.400 pesos (aproximadamente)




Preco em reais: R$ 4.900,00




No próximo post, vou contar os detalhes sobre cada lugar que passamos.


Espero que gostem!

Beijos Beijos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *